Conecte-se Conosco

‘Bolsonaro deve pedir perdão ao cacique Raoni’, diz Rosa Neide

Publicado

em

Em reunião com lideranças indígenas nesta quarta-feira (25), na Câmara, a deputada federal Professora Rosa Neide (PT) exigiu que o presidente Jair Bolsonaro (PSL), “peça perdão” por ter destratado o cacique Raoni Metuktire, da etnia Caiapó de Mato Grosso, durante seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU em Nova York. Diante dos líderes mundiais, acusou o indígena de 89 anos de ser “peça de manobra” do interesse de governos estrangeiros na Amazônia.

“Vocês são líderes nacionais. Vocês nos representam. Nós precisamos de um pedido público de perdão a você pelo que o irresponsável desse presidente da República fez em nível mundial, destratando uma figura respeitada no mundo inteiro. Minha solidariedade e meu respeito como filha de Mato Grosso. Estou ao lado de vocês para lutar, para fazer o que for necessário para o nosso país e nossa terra resguardar os direitos de vocês”, disse Rosa Neide ao lado de Raoni e do seu filho Megaron.

No discurso, Rosa Neide ainda declarou que o Brasil está envergonhado com a postura do presidente Bolsonaro na ONU. Também lembrou que os indígenas representados por Raoni ocupam o Brasil “muito antes” da chegada dos colonizadores que deram origem a atual civilização.

“Ficou muito feio e nós estamos muito envergonhados de ver o presidente que o povo brasileiro elegeu destratar o líder de uma nação que chegou aqui muito antes de todos nós e faz parte da liderança dos povos originários. Ele está aqui para fazer com que nossa nação seja respeitada porque guarda a cultura, guarda a memória e guarda a história”, completou.

A petista também destacou que os povos do Xingu, onde Raoni é considerado o grande chefe, dão exemplo de preservação ambiental para o mundo.

“Sempre digo que as terras preservadas de Mato Grosso e do país só estão preservadas quando estão sob a guarda dos povos indígenas. Onde tiraram os povos indígenas, já destruíram tudo. O Xingu é a paisagem mais bonita que meus olhos já viram. É bom que branco nem coloque o pé lá para não destruir. O lugar é muito rico e eles preservam com muita qualidade”, completou.

O próprio Raoni rebateu Bolsonaro. Durante o Fórum em Defesa da Amazônia, realizado na Câmara dos Deputados, defendeu que o pesselista deixe a presidência da República. Em sua opinião, o chefe do Executivo não é uma liderança que une os brasileiros.

“O Bolsonaro falou que eu não sou uma liderança. Ele é que não é uma liderança e tem que sair. Antes que algo de muito ruim aconteça, ele tem que sair para o bem de todos”, afirmou o cacique. (Com RDnews)

Confira o vídeo na íntegra.

Assessoria de Imprensa

Tags:, , , , , , , , ,
2 Comentários

2 Comments

    Responder

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    × Vamos conversar?