fbpx
Conecte-se Conosco

Comunidades Negras Rurais em Poconé debatem a contaminação das águas por agrotóxicos

Publicado

em

O mandato da deputada federal Professora Rosa Neide (PT) participou na sexta-feira (22), da reunião ampliada das comunidades quilombolas de Jejum e Nossa Senhora Aparecida do Chumbo, localizadas no município de Poconé, para debater a contaminação das águas por agrotóxicos nas comunidades quilombolas da região.

A reunião foi organizada pela Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (FASE), pela Coordenação Nacional das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ/MT), lideranças das Comunidades e contou com a participação de autoridades, pesquisadores e representantes das comunidades.

A engenheira agrônoma Fran de Paula da FASE/MT, apresentou os resultados da pesquisa realizada pela sua instituição e o Núcleo de Estudos Ambientais e Saúde do Trabalhador (NEAST) do Instituto de Saúde Coletiva da UFMT, da análise da água em 09 pontos de coleta das águas das Comunidades de Jejum (05 pontos de coleta) e Chumbo (04 pontos de coleta). Foram encontrados diversos agrotóxicos na água, principalmente em Jejum, venenos que foram banidos na União Europeia há muitos anos por serem considerados de alto risco para a saúde humana e o meio ambiente, dentre eles os conhecidos comumente como Tordon, Atrazina, Fliconil (mata abelhas), dentre outros venenos.

A professora Márcia Montanari da UFMT, apresentou os múltiplos danos que a presença de agrotóxicos no organismo humanos traz à saúde das pessoas, desde os mais leves até os mais graves: danos neurológicos, depressão, microcefalia, câncer, fragilização do sistema imunológico, abortos, mal formações congénitas, câncer, dentre outros. A professora destaca que não é possível delimitar qual é o limite de tolerância aos agrotóxicos no ser humano. É fundamental também cobrar que nos Programas de controle da qualidade da água sejam consignados na lista de monitoramento da potabilidade da água.

Maria Conceição, da comunidade do Chumbo, manifestou que diante da realidade das comunidades a resposta é continuar lutando, buscar parcerias que possam somar com as comunidades e fortalecer suas iniciativas para superar os desafios que enfrentam. “As comunidades e famílias unidas são mais fortes”, disse.

Também participaram a atividade representantes do mandato do deputado estadual Lúdio Cabral (PT), o secretário de Desenvolvimento Agropecuário de Poconé, Jorge Getúlio; o Procurador do Ministério Público do Trabalho, Bruno C. Cunha de Lima; a secretária municipal de Meio Ambiente, Danielle Assis Carvalho; a representante do Projeto Agroecologia nos municípios da Articulação Nacional de Agroecologia, Catarina Lima, o representante da Ação Integrada do MPT, Pablo Friedrich; e a representante do Movimento Negro Unificado (MNU), em Chumbo, Nirda Rosa de Oliveira.

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?