fbpx
Conecte-se Conosco

Deputada participa do lançamento de aplicativo que registra denúncias de violência doméstica em 30 segundos

Publicado

em

Depois de acionar o botão do pânico, a polícia envia a equipe mais próxima em socorro à vítima.

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) participou na tarde desta terça-feira (22), da cerimônia de lançamento do aplicativo ‘SOS Mulher MT’, da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso. A cerimônia semipresencial contou com participação do govenador Mauro Mendes, da presidenta do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargadora Maria Helena Póvoas, do delegado-geral, Mário Demerval e demais autoridades.

O aplicativo já está disponível para ser baixado em aparelhos celulares. A ferramenta conta com um ‘botão do pânico’ criado para ajudar vítimas de violência doméstica, que tenha medidas protetivas em vigor. O recurso permite que as vítimas registrem denúncias em 30 segundos no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

Pelo aplicativo, a vítima faz um pedido de socorro quando o agressor descumprir a medida protetiva. Depois de acionar o botão, o Ciosp envia a viatura mais próxima em socorro à vítima.

Para a deputada Rosa Neide o recurso será fundamental no esforço que deve unir toda sociedade mato-grossense, no combate à violência contra a mulher. “Todas as ações que somem nessa luta de combate à violência doméstica e ao feminicídio são bem-vindas. Esse aplicativo vai contribuir para socorrer às mulheres que estejam sofrendo violência. Com o atendimento rápido da polícia, muitas vidas poderão ser salvas”, disse.

Abrangência

O recurso está disponível para Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres e Rondonópolis, onde já têm unidades do Ciosp. Para outros municípios, o aplicativo oferece as funcionalidades de canal de denúncias, solicitação de medida protetiva e telefones de emergência.

Para ter acesso à ferramenta, é preciso ter autorização de um juiz. O pedido é feito no momento em que a vítima requer a medida protetiva.

Outro meio de denúncias é o site ‘Medida Protetiva Online’ que ajuda vítimas de violência a solicitar o serviço sem a necessidade de se deslocar até uma delegacia. Nesse site, mulheres de todo o estado podem solicitar medida protetiva online.

Assim que a vítima preenche os dados, a medida será analisada por um delegado que, na sequência envia para um juiz.

A medida protetiva já é integrada ao Processo Judicial eletrônico (PJe) com resposta à vítima em poucas horas. (Com G1 MT)

 

 

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

 

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?