Conecte-se Conosco

Deputada promove reunião de dirigentes da UFMT com prefeito de Cuiabá

Publicado

em

Gestor da Capital aderiu ao movimento em Defesa da Universidade Pública

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) promoveu na sexta-feira (19) reunião entre a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, o vice-reitor Evandro da Silva e todo o corpo dirigente da Instituição, com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) e o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (PTB). O encontro ocorreu na prefeitura e visou demonstrar solidariedade à Universidade.

Atacada na última quarta-feira (16) com corte de cerca de 8 horas na energia elétrica de seus campi, a UFMT segundo Rosa Neide vem sendo alvo do governo federal, que no mês de abril cortou R$ 34 milhões de seu orçamento 2019. “É a primeira vez na sua história de quase 50 anos, que a UFMT passa por esse constrangimento de ter a luz cortada por falta de pagamento. Isso porque o Ministério da Educação (MEC) cortou R$ 34 milhões da Instituição e até agora não devolveu”, denunciou Rosa Neide.

A reitora Myrian Serra lembrou que as dificuldades da UFMT em pagar as seis contas de luz em atraso e os terceirizados, que incluem limpeza e segurança dos campi foram colocados a público no início de maio. “Já havíamos falado que com o corte no nosso orçamento, a Instituição não teria dinheiro para honrar seus compromissos no segundo semestre. A Universidade poderia até mesmo fechar as portas. Mas estávamos em negociação com a empresa de energia para que o fornecimento de energia não fosse interrompido. Infelizmente a Empresa fez o corte de maneira unilateral”, disse.

Para o deputado Emanuel Pinheiro Neto, há um discurso ideológico sendo feito na sociedade contra as Universidades Públicas. “Esses ataques devem continuar porque há uma orientação contrária às Instituições Federais de Ensino Superior. Uma falsidade que afirma que as Universidades fazem doutrinação de esquerda. A classe política precisa se unir em defesa das Universidades Públicas”, defendeu.

Carta de Cuiabá

Durante a reunião, Rosa Neide propôs que a prefeitura elaborasse uma Carta em parceria com a Câmara de Vereadores, em defesa da Universidade Federal. A proposta da deputada foi acatada pelo prefeito Emanuel Pinheiro. “A UFMT é um patrimônio de Cuiabá e do estado de Mato Grosso. Não vamos permitir que ela seja vilipendiada dessa forma. Vamos fazer essa carta de apoio e desagravo e tenho certeza que a Câmara estará conosco nessa empreitada”, disse o gestor.

Emanuel Pinheiro destacou ainda, que a prefeitura outorgará à UFMT uma medalha de honra ao mérito pelos quase 50 anos de serviços prestados a Cuiabá. “Nossa Capital completou 300 anos este ano. No ano que vêm a UFMT fará 50 anos. A história de Cuiabá pode ser marcada entre o antes e o depois da UFMT. Essa Instituição contribuiu e contribui grandemente para o desenvolvimento econômico e social da nossa cidade e de Mato Grosso. Tenho certeza que continuará contribuindo”, finalizou.

 

Assessoria de Imprensa

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?