Conecte-se Conosco

Deputada Rosa Neide está em campanha contra o Desmonte da Previdência

Publicado

em

“A Reforma da Previdência proposta por Bolsonaro trata-se na verdade do fim da Seguridade Social no Brasil. O Estado em vez de garantir os direitos das trabalhadoras e trabalhadores passará a negá-los”, afirmou a deputada federal Professora Rosa Neide (PT), nesta quarta-feira (20.03). A Parlamentar tem feito campanha contra a PEC 06/2019 encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro, ao Congresso, no dia 20 de fevereiro.

De acordo com a deputada, a história contada pelo governo federal e pela Grande Mídia sobre a necessidade de se aprovar a reforma proposta por Bolsonaro é a mesma contada por Temer, em relação à Reforma Trabalhista. “Diziam que era preciso modernizar as leis trabalhistas para gerar empregos. Na verdade, flexibilizaram as relações de trabalho eliminando direitos e o desemprego continua em alta, na casa dos 13 milhões”, afirmou.

A Reforma da Previdência de Bolsonaro prevê o aumento na idade para homens e mulheres se aposentarem, dificulta o acesso a aposentadoria integral, rebaixa o valor médio dos benefícios que serão pagos aos aposentados, reduz a menos de um salário mínimo o valor do Benefício de Prestação Continuada (BPC) pago aos idosos em situação de vulnerabilidade, praticamente inviabiliza o acesso a aposentadoria aos trabalhadores rurais, entre outras maldades.

Professora Rosa Neide informou que a PEC de Bolsonaro ainda propõe retirar o Sistema de Seguridade Social da Constituição Federal. “A desconstitucionalização da Previdência e da Proteção Social é um atentado contra o povo brasileiro, especialmente os mais pobres. Se essa PEC for aprovada, a aposentadoria e os direitos socias deixarão de ser tratados como direitos”, afirmou.

“Convido a todos os brasileiros (as) a uma reflexão. Precisamos saber o que se passa em nosso País para lutar por nossos direitos. Não permitamos que o governo destrua as aposentadorias de milhões de brasileiros e brasileiras e negue os direitos historicamente conquistados pela classe trabalhadora”, afirmou.

Assessoria de Imprensa

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?