Conecte-se Conosco

Deputada Rosa Neide participa na UFMT de Seminário sobre Ensino à Distância

Publicado

em

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) participou nesta sexta-feira (17.05) do Seminário da Região Centro Oeste, da Associação Nacional Universidade em Rede (UniRede). O evento ocorreu no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá e contou com as presenças do presidente da UniRede, Alexandre Martins dos Anjos, da reitora, Myrian Serra, do reitor da UNEMAT, Rodrigo Bruno Zanin, prefeitos e demais autoridades educacionais.

Em discurso a deputada fez um balanço histórico do processo de implementação do Ensino a Distância (EaD), em Mato Grosso, com destaque para a Universidade Aberta do Brasil (UAB). “No período que estive na Secretaria de Estado de Educação (Seduc) dialogamos com a UFMT, UNEMAT e IFMT para definirmos as prioridades de formação de professores, com cursos à distância. Essa construção foi feita coletivamente. Esse trabalho em rede do EaD no País tem como referência Mato Grosso”, disse.

Rosa Neide voltou a destacar as ameaças que tanto o EaD, quanto o Ensino Superior presencial público vem sofrendo no País, desde a posse do governo Bolsonaro. “O corte efetuado no orçamento das Universidades e Institutos Federais atinge gravemente a Educação Pública Superior, as Instituições que de fato produzem conhecimento no Brasil com ensino, pesquisa e extensão, em benefício de toda população e em todas as regiões”, afirmou.

A reitora corroborou as palavras da deputada e reafirmou que somente a UFMT perdeu R$ 34 milhões de seu orçamento, em 2019 e caso o governo não devolva essa verba, a Universidade não terá condições de funcionamento a partir do segundo semestre. “Precisamos disputar a narrativa na sociedade, para mostrar a importância do Ensino Superior Público para o País. Na UFMT temos 25 mil alunos que cursam graduação e pós-graduação. Desse total, 67% possuem renda familiar de menos de 1 salário mínimo e meio. Ou seja, é mentira a propaganda que tenta denegrir a Universidade dizendo que ela só atende as famílias de renda mais alta”, afirmou.

Manifestações

O governo Bolsonaro reagiu às manifestações contra os cortes, que levaram mais de 2 milhões de brasileiros às ruas do País na quarta (15), editando um decreto que concede poderes à Secretaria de Governo, para vetar os nomes de reitores e reitoras eleitos e eleitas pelas comunidades acadêmicas. O decreto também retira a autonomia dos reitores indicarem suas equipes de trabalho.

Para se contrapor a esse decreto ilegal e inconstitucional de Bolsonaro, a deputada Rosa Neide em parceria com o líder da bancada do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS) protocolou na quinta-feira (16), um decreto legislativo que visa sustar mais esse ataque às Universidades e Institutos.

Ainda na mesa do Seminário, a deputada entregou para Myrian e para o representante do IFMT, cópia do decreto legislativo e solicitou apoio das Instituições no trabalho junto aos parlamentares, para que a Câmara aprove e devolva a autonomia universitária.

Assessoria de Imprensa

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?