Conecte-se Conosco

Emenda da deputada Rosa Neide garante investimentos para roças comunitárias nas aldeias indígenas de Juara

Publicado

em

O município de Juara foi contemplado com R$ 180 mil de emenda da deputada federal Professora Rosa Neide (PT), para investimentos na melhoria da agricultura familiar nas comunidades indígenas. Os povos beneficiados são: Apiaká, Kayabi, Munduruku e Rikbaktsa. A verba oriunda do Orçamento Geral da União (OGU) 2020 foi depositada na conta do Estado de Mato Grosso, na quarta-feira (24).

O povo Apiaká (aldeia Mayrob) receberá mudas de açaí, castanha do Pará, pequi, café, coco da Bahia e apoio técnico com horas de trator, para aragem da terra. Essa ação que será licitada e efetuada pela prefeitura, visa implementar roça comunitária nessa comunidade. Os Apiaká também receberão uma Farinheira Móvel, que será adquirida pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf).

A comunidade do povo Kayabi (aldeia Alta) será contemplada com materiais e equipamentos para apicultura, e com um motosserra. Os Kayabi da aldeia Tatuí e da aldeia Kawaip serão contemplados, cada uma, com mudas de laranja, poncã, mexerica, coco da Bahia, goiaba, manga, castanha do Pará, caju, jaca, jabuticaba, cajá-manga, acerola, cacau, cupuaçu e pequi; além de maquinários como: roçadeiras, cavadeiras e enxadas.

Os Munduruku da aldeia Nova Munduruku serão contemplados com mudas de açaí, castanha do Pará, pequi, coco da Bahia, e assistência técnica com horas de trator.

Os Rikbaktsa das aldeias: São Vicente, Castanha, Japuíra, Cerejeira, Pé de Mutum, Jatobá e Divisa Marcolino receberão: mudas de açaí, castanha do Pará, pequi, coco da Bahia, roçadeiras, enxadas, cavadeiras e motosserras.

“Apoiar a melhoria das condições de produtividade e consequente melhoria de renda é um compromisso que assumi com os povos indígenas de Mato Grosso. Vamos trabalhar ao longo de todo mandato para apoiá-los”, afirmou Rosa Neide.

A deputada também destacou que investimentos para a melhoria das roças, nas aldeias, foi uma reivindicação dos povos indígenas. “Em diálogo com as lideranças indígenas e com o Conselho Indigenista Missionário (CIMI) apresentamos essa emenda para alocar os recursos federais e em parceria com a Seaf e as prefeituras vamos atender grande parte dos povos indígenas de Mato Grosso”, finalizou.

Assessoria de Imprensa

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?