Conecte-se Conosco

O País precisa de um novo Fundeb forte, afirma Rosa Neide

Publicado

em

 

A Comissão Especial do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb),debateu nesta terça-feira (28), o novo Fundeb. A atividade foi proposta pela deputada Professora Rosa Neide (PT). “O Fundo é responsável por contribuir no financiamento da educação básica em todos os estados e municípios do País. Portanto, é necessário um amplo debate e o fortalecimento das conquistas da larga trajetória transitada entre o Fundeb e Fundef”.

“É importante trabalharmos na incorporação de novas fontes de recursos destinados ao Fundeb, com regras que promovam igualdade e fortaleçam o magistério e as condições de trabalho conjunto dos profissionais da educação”, explicou Rosa Neide.

Para a parlamentar, avançar na consolidação de um Fundeb forte e permanente é a grande responsabilidade dos parlamentares neste ano. “ É preciso consolidar a ideia de uma maior complementação da União, fortalecer os mecanismos de participação social na gestão e enfrentar as desigualdades nos estados”, frisou.

Para o ex-deputado federal e mestre em Educação Carlos Abicalil, as conquistas da larga trajetória de 23 anos que marcam a construção e consolidação do Fundef e depois do Fundeb estão ameaçadas. “Essa Comissão tem a missão de encontrar uma fórmula de superar a pressão do governo, sem opor recursos da educação básica aos recursos da educação superior. É preciso incluir novas receitas disponíveis como as derivadas da exploração de petróleo, gás e recursos minerais”, disse.

Abicalil também lembrou que a garantia do financiamento da educação básica passa por vertentes fundamentais.” É preciso assegurar qualidade, universalidade, gratuidade e valorização dos profissionais da educação- com piso salarial e formação inicial e continuada-, gestão dos recursos e melhoria nas condições infra-estruturais e tecnológicas”explicou.

Assessoria de Imprensa 

Tags:, , , , , , , , ,
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?