fbpx
Conecte-se Conosco

Oposição vota contra, mas plenário rejeita destaque que mantinha aposentadoria especial dos professores

Publicado

em

Lula Marques

Após uma manobra do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), o plenário da Câmara rejeitou na noite desta quarta-feira (10), com voto contrário do PT e dos partidos de Oposição (PCdoB, PSOL, PSB, PDT, Rede) e de vários deputados de outros partidos, um destaque ao texto base da Reforma da Previdência que recompunha o direito dos professores a aposentadoria especial, garantida atualmente na Constituição. O destaque favorável aos professores foi derrotado por 265 votos a 184. Logos após a votação, o presidente da Câmara encerrou a sessão que apreciava os destaques convocando nova reunião para a manhã desta quinta-feira (11).

Durante o debate e encaminhamentos de votação do destaque a deputada petista Professora Rosa Neide defendeu a aprovação do destaque apresentado pelo Partido Liberal (PL).

“A economia de tirar os professores da (reforma da) Previdência é de R$ 12 bilhões em 10 anos, o que significa tirar 85% dos professores que iriam se aposentar depois dos 57 anos. Professores não conseguem dar aula na educação infantil e ensino fundamental com mais de 55 anos de idade. Vamos resgatar a prioridade da educação. Se nós dizemos que educação é prioridade, vamos votar e voltar para nossos estados olhando nos olhos dos nossos professores e dizer que fizemos o que é correto”, conclamou Rosa Neide.

No fim da sessão, Rosa Neide afirmou que o destaque 43 – que melhora a condição da aposentadoria dos professores e professoras – precisa ser aprovado.

Assessoria de Imprensa com informações PT na Câmara 

Tags:, , , , , , , ,
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?