Conecte-se Conosco

Parlamentares lembram que Nobel da Paz para Programa de Alimentação da ONU tem as digitais do PT

Publicado

em

Foto: Ricardo Stuckert

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara comemoraram nesta sexta-feira (9) o Prêmio Nobel da Paz concedido ao Programa Mundial de Alimentação da ONU, ação que promove políticas de segurança alimentar e de combate a fome em todo o mundo. Os petistas lembraram que o programa vencedor do Nobel tem as digitais do PT e do governo do ex-presidente Lula, uma vez que foi inspirado em programas de segurança alimentar implementados no Brasil e levados à ONU por José Graziano, idealizador do Programa Fome Zero (depois transformado em Bolsa Família).

Graziano foi indicado pelo governo Lula para ocupar a diretoria-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), cargo em que permaneceu até o ano passado.

O ex-ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome no governo Lula, e hoje deputado federal Patrus Ananias (PT-MG), ressaltou que o Nobel da Paz deste ano também é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelos governos de Lula e Dilma, que tiraram o Brasil do Mapa da Fome. O ex-ministro lembrou que durante os governos do PT, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome implantou programas que garantiram a segurança alimentar e nutricional dos brasileiros como o Bolsa Família, os restaurantes populares e cozinhas comunitárias, bancos de alimentos, além de programas relacionados com a agricultura urbana. Todas essas ações também foram integradas a políticas de incentivo a agricultura familiar como o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos).

“A alimentação é o primeiro degrau da cidadania. A alimentação, portanto, é um pressuposto da saúde, uma condição para boa educação, para conhecimento e a cultura. Por isso esse reconhecimento através do Prêmio Nobel da Paz ao Programa Mundial de Alimentação também é um reconhecimento ao trabalho que nós desenvolvemos no Brasil nos governos Lula e Dilma, e que hoje infelizmente estão sendo destruídos”, lamentou.

Patrus considera ainda que é um reconhecimento ao trabalho notável de brasileiros que estiveram presentes na FAO sob a liderança de José Graziano, “que deram a sua contribuição no mundo inteiro para que a fome se torne o mais breve possível uma página virada na história do Brasil e da humanidade”, ressaltou.

Política Vitoriosa

Para o Presidente da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional, deputado Padre João (PT-MG), também destacou que o Prêmio Nobel é indiretamente um reconhecimento as políticas vitoriosas de combate a fome implementadas pelos governos do PT.  “É uma alegria vermos esse reconhecimento do programa de segurança alimentar e de combate a fome da ONU, que foi inspirado em ações que começaram logo no início do primeiro mandato do ex-presidente Lula, sob o comando do José Graziano. O Brasil mostrou que é possível zerar a fome, com os programas que foram adotados aqui como o Fome Zero, Bolsa Família, Programa de Aquisição de Alimentos e de Alimentação Escolar, dentro outros. O PT e os governos Lula e Dilma também foram homenageados com esse Prêmio Nobel”, destacou.

Pelo Twitter, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), também ressaltou a contribuição do partido e de seus governos para a obtenção do prêmio. “O Programa Mundial de Alimentação (PMA/ONU), Nobel da Paz 2020, foi parceiro dos governos do PT no combate à fome. Em 2010, o PMA nomeou o presidente Lula “campeão mundial do combate à fome”. Em 2015, homenageado pela FAO em Roma, Lula afirmou: “Não existe paz onde existe fome”, relembrou Gleisi.

Vencer a fome

Por sua vez, O ex-presidente Lula também ressaltou a importância do Prêmio Nobel em suas redes sociais. “Hoje o Nobel da Paz premiou o Programa Mundial de Alimentação da ONU, iniciativa voltada para a segurança alimentar no mundo. É a fome no centro do debate mundial. Uma luta do Brasil e do mundo.  Precisamos vencer a fome, a miséria e a exclusão social. Nossa guerra não é para matar ninguém – é para salvar vidas”, disse Lula.

Deputado José Guimarães (PT-CE), líder da Minoria na Câmara – “O Programa Mundial de Alimentos da ONU ganhou o Nobel da Paz. Lembram que o combate à fome já foi uma política de Estado que diminuiu a pobreza no Brasil? Pois é! Houve um tempo em que o brasileiro fazia três refeições e tinha carne na mesa todos os dias. Só lembrando…”

Deputado Paulo Teixeira (PT-SP) – “Programa Mundial de Alimentos da ONU ganha o prêmio Nobel da Paz. Pandemia pode levar 130 milhões de pessoas a passar fome no mundo. No Brasil, 4 de cada 10 pessoas voltaram a passar fome”.

Deputado Nilto Tatto (PT-SP) – “Nobel da Paz vai para Programa Mundial de Alimentação. Escolha recoloca a fome no centro do debate internacional e manda um recado a governantes conservadores como Bolsonaro. Parabéns à José Graziano da Silva que coordenou o programa Fome Zero no governo Lula e levou a experiência do combate a fome  para o mundo”.

Deputado Bohn Gass (PT-RS) – “Programa Mundial de Alimentos da ONU ganha Nobel da Paz 2020. Programa tem as digitais de José Graziano da Silva, membro do Núcleo Agrário do PT que dirigiu a FAO (2012/2019). Antes, coordenou o Fome Zero no governo Lula e levou essa tecnologia social para o mundo. Bravo!”

Deputada Maria do Rosário (PT-RS) – “A paz com fome não é paz, é silenciamento e opressão. O Prêmio Nobel da Paz vai para o Programa Mundial de Alimentos da ONU, inspirado desde seu início no programa Fome Zero de Lula”.

Deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) – “O Programa Mundial de Alimentação, que tem as digitais do ex-ministro da Segurança Alimentar de Lula, José Graziano que também presidiu a FAO, vence o Nobel da Paz 2020. O Brasil é reconhecido por enfrentar a fome e não podemos permitir com que haja retrocessos nessa área”.

Deputada Erika Kokay (PT-DF) – “Nobel da Paz vai para programa da ONU de combate à fome. Na era Lula e Dilma, o Brasil foi referência mundial no tema. Hoje, a fome cresce no País e atinge mais de 10 milhões de brasileiros e brasileiras”.

Deputado Odair Cunha (PT-MG) – “O Nobel da Paz vai para o Programa Mundial de Alimentos. O combate à fome é fundamental para luta contra as desigualdades. Lula sabia disso e se dedica a garantir a segurança alimentar de milhões de brasileiras e brasileiros. “A comida é a melhor arma contra as guerras”.

Deputado Airton Faleiro (PT-PA) – “Programa Mundial da FAO/ONU ganha Nobel da Paz 2020. O “Fome Zero” da ONU tem DNA Brasileiro. Por trás do programa mundial está o brasileiro petista, membro do Núcleo Agrário do PT, José Graziano da Silva. Graziano dirigiu a FAO até 2019, depois de coordenar o Fome Zero de Lula”.

Deputado Zeca Dirceu (PT-PR) – “Estão sabendo? O Programa Mundial de Alimentos da FAO/ONU recebeu o Nobel da Paz 2020, e tem dedos do PT aí. José Graziano, membro do Núcleo Agrário do PT, coordenou o programa Fome Zero, e levou essa experiência para o mundo, quando dirigiu a FAO dirigiu entre 2012 e 2019”.

Deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) – “Hoje, o Nobel da Paz premiou o Programa Mundial de Alimentação da ONU. O combate à fome é uma luta do Brasil e do mundo. A segurança alimentar é prioridade! Não podemos aceitar a volta da fome no país”.

Deputado Henrique Fontana (PT-RS) – “Idealizado aqui no Brasil, durante o governo Lula, o programa Fome Zero se tornou referência internacional e inspirou a FAO a propor a erradicação da fome no mundo até 2025. O Nobel da Paz coloca a fome no centro do debate mundial”.

Deputada Margarida Salomão (PT-MG) – “Combate à fome. Anunciado o prêmio Nobel para o Programa Mundial de Alimentos da ONU que distribui alimentos a pessoas em situação de vulnerabilidade, em 80 países. José Graziano da Silva, coordenador do Fome Zero no governo Lula, foi diretor da FAO até 2019. Parabéns!”

PT na Câmara

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?