Conecte-se Conosco

Petistas tacham Bolsonaro de ‘irresponsável’ por participar de manifestações e ampliar risco de coronavírus no País

Publicado

em

Parlamentares da Bancada do PT usaram suas redes sociais neste domingo (15) para repudiar a atitude “irresponsável” do presidente Jair Bolsonaro que, depois de ter recuado publicamente da convocação de atos públicos contra o Congresso Nacional e o Superior Tribunal Federal (STF), contrariou recomendação das autoridades sanitárias sobre a pandemia de coronavírus e participou pessoalmente das manifestações em Brasília. “Para espalhar o vírus do fascismo, Bolsonaro não se importa em espalhar o coronavírus. É irresponsável!”, criticou a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), em sua conta no Twitter.

Na avaliação da deputada Gleisi, na hora da crise e da pandemia, o País precisa de um governo responsável, sério e que pense primeiro na população. “Mas o que temos no Planalto é um covarde fanfarrão, que se comporta como cafajeste”, enfatizou. Ela ainda pediu: “Vamos escutar e apoiar os médicos, nossos cientistas, enfermeiros e enfermeiras e profissionais da saúde. Serão eles que estarão conosco na guerra contra o coronavírus”, reforçou.

Para o líder do PT na Câmara, deputado Enio Verri (PR), o único compromisso de Bolsonaro é com ele mesmo. “A população e a democracia foram, mais uma vez, agredidas pelo presidente. Bolsonaro descumpriu quarentena para participar de manifestação contra a democracia. Atentou contra a saúde pública e as instituições da República”, acusou.

Recomendação médica

Bolsonaro deixou o isolamento recomendado por sua equipe médica – ele vai ser submetido a um novo teste de detecção do coronavírus, após o resultado polêmico dos primeiros exames –, e foi ao encontro de seus apoiadores, em frente ao Museu Nacional, na Esplanada dos Ministérios. Sem máscara e com os olhos aparentemente irritados, o presidente apertou a mão de simpatizantes, além de pegar vários celulares para fazer selfies. O Palácio do Planalto disse apenas que Bolsonaro estava cumprindo “agenda pessoal”, conforme noticiou a Rede Brasil Atual.

Na contramão do mundo

Na avaliação da deputada Erika Kokay (PT-DF), a participação de Bolsonaro nas manifestações é a maior prova de que ele e seus seguidores não se importam com nada nem com ninguém. “Eles saíram hoje às ruas apesar do mundo todo recomendar o contrário. O presidente saiu do isolamento do coronavírus e foi cumprimentar apoiadores. Um escárnio!”, criticou

E a deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) lembrou que o País está à deriva “e o presidente não está nem aí para a crise econômica, social e viral. Vai para rua comemorar a tragédia”, criticou. Ela enfatizou ainda que é preciso dar uma resposta à altura. “O Congresso e as demais instituições precisam gritar e agir em favor da vida!”, defendeu.

Recursos públicos

O deputado Afonso Florence (PT-BA) acusou Bolsonaro de utilizar recursos públicos para “convocar, desconvocar, reconvocar e participar de manifestações fascistas”. E acrescentou: “Enquanto isso segue a inoperância para proteger a população, principalmente mais pobre, vulnerável ao coronavírus. Temos que impedir esse pulha”, pediu.

PT na Câmara

Tags:, , , , , ,
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?