fbpx
Conecte-se Conosco

Rosa Neide diz que retorno presencial das aulas depende da vacinação e de investimentos em medidas de biossegurança nas escolas

Publicado

em

Parlamentar participou de audiência pública virtual promovida pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso em parceira com AL-MS

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) participou nesta segunda-feira (07), de audiência pública virtual com parlamentares das Assembleias Legislativas de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e representantes dos Sindicatos de Profissionais da Educação e entidades estudantis, dos dois Estados, que debateu a vacinação e a educação no contexto da pandemia.

Professora Rosa Neide afirmou que em média estão sendo aplicadas 671 mil doses de vacinas em todo País. “No ritmo que estamos levaremos 369 dias, para atingirmos imunização necessária para dar segurança à população”, disse.

A deputada afirmou que os profissionais da educação nunca pararam de trabalhar. “Estão em trabalho remoto, no contato diário com seus alunos, mas a maioria dos estudantes e até mesmo muitos educadores não tem acesso à internet. Os profissionais também tem enviado apostilas para os alunos e providenciado a construção do ensino”, disse.

Entretanto, ela afirmou a necessidade do retorno às aulas presenciais, mas não de forma imediata. Isso porque, de acordo com Rosa Neide, todos os/as profissionais da educação precisam estar vacinados com as duas doses da vacina. “Os educadores começaram a ser vacinados graças ao trabalho do governador do Piauí, Wellington Dias (PT) que preside o Fórum de Governadores e da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), que fizeram pressão no plano nacional, para que os educadores entrassem na lista de prioridades do Plano Nacional de Imunização (PNI)”, disse.

A parlamentar disse ainda que além da vacina, o retorno presencial pode ocorrer somente após a adequação das Escolas Públicas às medidas de biossegurança, o que ainda não ocorreu. “O governo federal deveria estar na coordenação dessas ações, pela vacina e no apoio aos Estados com investimentos nas escolas, para prepara-las para o retorno, mas não é isso que está acontecendo”, lamentou.

A audiência coordenada pelo deputado estadual Lúdio Cabral (PT-MT) contou ainda com intervenções dos deputados federais: Vander Loubet (PT-MS) e Dagoberto Nogueira (PDT-MS), que criticaram o governo federal pelo atraso na compra de vacinas.

O deputado estadual de Valdir Barranco (PT-MT) criticou a omissão do governo do Estado em relação a vacinação. “Mato Grosso é um dos últimos no ranking da imunização e não está promovendo os investimentos necessários nas unidades de ensino”, disse. Os deputados estaduais Pedro Kemp e Amarildo Cruz, ambos do PT-MS, defenderam o retorno presencial das aulas, somente após a vacinação dos educadores.

A audiência também contou com falas do presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep-MT), Valdeir Pereira, do representante da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS), Jaime Teixeira, de representantes de Sindicatos de profissionais do ensino superior, da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES), representantes da sociedade civil, do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindmed-MT) e da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT).

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?