Conecte-se Conosco

Rosa Neide orienta voto da bancada do PT e Câmara aprova idade menor para aposentadoria de professores

Publicado

em

Bancada do PT durante votação da reforma da previdência – Foto Lula Marques

Em prol da Educação, o plenário da Câmara conseguiu reduzir na sexta-feira (12) danos aos professores e professoras, aprovando por 465 votos favoráveis e apenas 25 contrários, destaque do PDT, apoiado pelos partidos de Oposição (PT, PCdoB, PSB, PSOL e Rede), que reduz a idade mínima para aposentadoria dos profissionais da educação infantil e do ensino básico que estão na ativa. O texto altera a regra de transição para os educadores que trabalham na rede privada e na rede federal, reduzindo em três anos a idade mínima para aposentadoria, permitindo que professoras se aposente com 52 anos e professores com 55 anos.

Pouco antes da votação, a deputada federal Professora Rosa Neide orientou da tribuna a bancada do PT, para que votasse favorável ao destaque. O texto-base da Reforma da Previdência aprovado na terça-feira (09) previa 58 anos para educadores e 55 para educadoras.

Na orientação da bancada, Professora Rosa Neide destacou que se dirigia a cerca de 2,5 milhões de trabalhadores da educação que perderam muito com a Reforma da Previdência. Ela destacou que a categoria é majoritariamente composta por mulheres, 85% dos profissionais da educação básica e praticamente 100% na educação infantil. “Peguei na mão de crianças para ensinar a ler e a escrever, sei que, depois do tempo de 25 anos, é quase impossível trabalhar emocional e fisicamente. A mulher dá o corpo, a alma e a vida para pegar na mão das crianças, levá-las ao banheiro, alimentá-las e ensiná-las a ler e a escrever”, afirmou emocionada.

Rosa Neide pediu sensibilidade de todos para resguardar minimamente os direitos dos profissionais da educação nessa transição dos critérios para aposentadoria. “O PT tem entre as suas principais bandeiras a educação, por isso, apoiamos o destaque do PDT, construindo com as minorias e com o grupo de Oposição para evitar mais danos ainda aos professores e professoras”, completou.

A aprovação do destaque do PDT minimizou os terríveis danos aos educadores, que na Reforma da Previdência do governo Bolsonaro perderam o direito à aposentadoria especial aos 25 anos de trabalho. (Com PT na Câmara)

Assessoria de Imprensa

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?