fbpx
Conecte-se Conosco

Rosa Neide luta no plenário contra PL que obriga volta às aulas presenciais, mas maioria governista aprova projeto

Publicado

em

Vice-líder da bancada do PT, a deputada federal Professora Rosa Neide (PT) liderou a bancada do partido na tarde e noite desta terça-feira (20), na luta de plenário contra a aprovação do Projeto de Lei (PL) 5595/2021, que determina o retorno imediato das aulas presenciais nas escolas brasileiras. O texto base do PL foi aprovado por 276 x 164 e duas abstenções.

“O PT orienta Não ao PL. Não à obrigatoriedade de que os profissionais da Educação tenham que voltar presencialmente às escolas sem as condições sanitárias necessárias e sem que todos os educadores e educadoras estejam vacinados e vacinadas”, afirmou Rosa Neide durante a orientação de votação do PL.

Por diversas vezes ao longo da sessão Rosa Neide orientou a votação de requerimentos e destaques para impedir a votação. “Somos a favor das aulas presenciais. A pandemia vai deixar um atraso de décadas no ensino-aprendizagem de crianças e adolescentes. Mas as aulas presenciais podem voltar somente após a vacinação de todos os profissionais da educação. Não podemos transformar nossas escolas em centros de transmissão da Covid-19”, afirmou.

Início da votação

Logo no início da sessão, o PT e os partidos de Oposição votaram contra o requerimento de urgência para votação do PL, que foi derrotado pela maioria bolsonarista. Na sequência, a Oposição apresentou sete requerimentos na tentativa de adiar a votação e também utilizaram o kit obstrução, para retardar as votações.

Professora Rosa Neide destacou que apesar das mudanças feitas pela relatora deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), com a incorporação de partes do PL 2949/2020 de sua autoria e do deputado Idilvan Alencar (PDT), que estabelece um protocolo nacional para volta as aulas, a relatora manteve no PL a obrigatoriedade da volta às aulas presenciais. “Não é possível volta presencial em escolas sem as mínimas condições sanitárias e sem vacinas”, reafirmou Rosa Neide.

Na tentativa de mudar o texto, a bancada do PT apresentou uma emenda substitutiva, para impedir a obrigatoriedade de volta às aulas presenciais, sem a imunização dos educadores. A emenda do PT também foi derrotada pela maioria governista.

“Infelizmente essa é uma noite triste para a educação brasileira. Mesmo com escolas fechadas, morreram dezenas de profissionais da educação em Mato Grosso. Imagina agora com essa obrigatoriedade de volta às aulas presenciais. Obrigar o profissional a estar presencialmente na escola para se encontrar com o vírus é uma maldade”, lamentou Rosa Neide.

Confira orientação do voto à bancada do PT feito pela deputada.

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?