fbpx
Conecte-se Conosco

Rosa Neide participa da plenária da CUT-MT e destaca importância da luta pela vacinação de todos e todas

Publicado

em

 

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) participou nesta quinta-feira (18), à noite, da Plenária Virtual da Central Única dos Trabalhadores em Mato Grosso (CUT-MT). O encontro coordenado pelo presidente da entidade, Henrique Lopes, reuniu lideranças de sindicatos de base, militantes de movimentos sociais e dirigentes estaduais do PT.

Professora Rosa Neide disse que a conjuntura política nacional tem mudado de forma rápida e citou a prisão do deputado bolsonarista, Daniel Silveira (PSL-RJ), por ameaça aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), apologia à ditadura militar e ao Ato Institucional (AI), número 05.

“A Câmara votará nesta sexta-feira (19) se mantém a prisão do deputado ou revoga. A base aliada do governo, liderada pelo Centrão não demonstra interesse em afrontar o STF neste momento. Pela Oposição deliberamos pela manutenção da prisão com pedido de cassação do mandato por quebra de decoro. A tendência é que a prisão seja mantida”, disse.

A petista disse ainda que esse episódio tirou o foco do País, nesta semana, do que é o principal: a luta pela vacinação em massa contra a Covid-19. “Bolsonaro não comprou vacinas suficientes. Em vários Estados a imunização foi interrompida, incluindo várias cidades de Mato Grosso, porque as doses acabaram. As ameaças do deputado e sua prisão serviram para desviar o foco da incompetência do governo na questão das vacinas”, disse.

A parlamentar destacou que segue ao lado da CUT-MT e dos movimentos sociais na construção das pautas de lutas. Segundo ela, a prioridade neste momento, além da exigência de vacina já, tem que ser a luta pela retomada do pagamento do auxílio emergencial de R$ 600, contra as privatizações e contra a reforma administrativa.

“Nosso povo está morrendo, porque temos um governo genocida no comando do País. Já são mais de 240 mil mortos, milhões de brasileiros voltaram a passar fome e o governo só pensa em privatizar o Banco do Brasil, a Eletrobrás, a Caixa e retirar direitos dos servidores públicos. Precisamos chamar a população para o diálogo. Precisamos seguir na luta em defesa da vida e contra esses retrocessos”, afirmou.

Henrique Lopes destacou a agenda de lutas das entidades e dos partidos de esquerda que compõe as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. “No próximo sábado (20) teremos a segunda carreata Fora Bolsonaro, pela vacina e pelo auxílio emergencial, assim como ao longo do próximo período teremos atos contra as privatizações e as reformas que atacam os serviços públicos”, disse.

A atividade também contou com intervenção do representante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Júlio Cesar e do presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep-MT), Valdeir Pereira. Ambos também citaram a importância de mobilização dos servidores públicos estaduais contra os pacotes de maldades do governador Mauro Mendes (DEM).

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?