fbpx
Conecte-se Conosco

Rosa Neide participa de seminário do setorial da Educação do PT-MT

Publicado

em

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) participou na segunda-feira (29), do primeiro seminário virtual de preparação para o Encontro Estadual do setorial de Educação do Partido dos Trabalhadores (CAED-PT). O encontro foi aberto pelo presidente interino do PT-MT, Henrique Lopes e contou com participação de 126 lideranças estaduais da educação, filiados e filiadas ao PT. A coordenadora da CAED nacional, Tereza Leitão (PT-PE) também participou da atividade.

Em sua exposição, Rosa Neide fez um balanço do desmonte promovido pelo governo Bolsonaro. “Esse governo não suporta a ideia de termos uma educação pública, democrática e plural para todos e todas por isso tem desmontado tudo que foi construído ao longo de décadas”, disse.

A petista citou que quando Lula venceu a eleição presidencial em 2002, o orçamento da educação era de R$ 18 bilhões. Em 2015, último ano do governo Dilma, o orçamento do Ministério da Educação (MEC) era de R$ 126 bilhões.

A parlamentar também apresentou os cortes que Bolsonaro fez no orçamento da Educação, da pesquisa e da Ciência e Tecnologia para 2021. “Em comparação com o orçamento de 2015 que foi o último ano do nosso governo, para 2021 o corte no Ensino Superior é de 38%; na Educação Profissional, de 64%; na Capes, 62%; no CNPQ, 42%; e na Ciência e Tecnologia, 72%”, denunciou.

Para Rosa Neide, o que Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes pretendem desde o começo desse governo é desviar os recursos da educação pública, para a iniciativa privada. “Tanto que para este semestre, o principal projeto deles no Congresso é o homeschooling (educação domiciliar), para fechar definitivamente a escola pública”, afirmou.

A coordenadora da CAED nacional, Tereza Leitão destacou que as batalhas em defesa da educação pública em nosso país, nestes tempos de pandemia e no enfrentamento aos desmontes praticados pelo governo federal precisam ser temperadas com o esperançar de Paulo Freire. O maior educador brasileiro, tão atacado por Bolsonaro e pela extrema-direita, se estivesse vivo completaria este ano 100 anos de idade. “A obra de Paulo Freire continua viva. Precisamos seguir na luta em defesa da escola pública para todos e todas que ele sempre defendeu”, afirmou.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira, fez um balanço do desmonte praticado pelo governador Mauro Mendes (DEM) na educação estadual. “Esse é um governo reducionista, que tem atacado conquistas históricas dos profissionais da educação de Mato Grosso”, disse ao afirmar que apesar da perseguição, a categoria segue na resistência.

O evento ainda contou com participação do representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), professor Gilmar Soares, do professor e ex-deputado federal Carlos Abicalil (PT) e foi coordenado pelo professor da UFMT e ex-vereador por Barra do Garças, Odorico Cardoso (Kiko).

Próximas etapas

Confira abaixo as próximas etapas do seminário preparatório.

 

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?