fbpx
Conecte-se Conosco

Rosa Neide pede que população de MT compareça aos postos de vacinação; deputada critica negacionismo propagado pelo presidente

Publicado

em

Foto: Assessoria

Em entrevista à imprensa na quarta-feira (16), o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, criticou o alto número de ausências nos postos de vacinação de Mato Grosso, para tomar a primeira e a segunda dose do imunizante contra a Covid-19. Para Rosa Neide a recusa em se imunizar deve-se à campanha antivacina promovida pelo presidente da República.

Somente em Cuiabá, cerca de mil pessoas por dia deixaram de tomar a primeira dose da vacina nos 12 primeiros dias de junho. Ao todo, foram mais de 11 mil pessoas agendadas que não compareceram. Os dados fazem parte do levantamento da Secretaria Municipal de Saúde da Capital.

“O presidente da República é um negacionista. Ele nega a ciência, ele nega, inclusive, a gravidade da Covid-19. Por isso nosso País está passando por esse caos. Ele não acredita na vacina. Atrasou a compra dos imunizantes e desde o início pregou contra a imunização. Todo esse contexto é lamentável, mas também criminoso, porque mais de 490 mil brasileiros já morreram, sendo mais de 11 mil em Mato Grosso e a pandemia continua fora de controle”, denunciou Rosa Neide.

Mato Grosso adentrou a 3ª onda de infecções da Covid-19. A curva do número de casos e de óbitos voltou a subir. A taxa de ocupação de leitos de UTI já passa de 80%. A deputada reforça que “é triste e criminosa toda campanha antivacina que vem sendo feita no País, principalmente por parte do governo federal”.

O secretário de Estado de Saúde também criticou o negacionismo do que chamou “de algumas autoridades”. “É uma situação que existe desde o início da pandemia. Pelo negacionismo, pelo trabalho equivocado de algumas autoridades, enfim… Tem uma cesta grande de ingredientes que concorrem para que hoje algumas pessoas não valorizem tanto assim a vacinação”, disse.

Gilberto Figueiredo informou que “algumas pessoas que já foram escolhidas como prioridade estão negligenciando de forma cética a vacinação. Isso é muito ruim, porque não existe nada, nesse momento, melhor e capaz de fazer a proteção se não a vacinação”, afirmou.

Professora Rosa Neide pediu que os mato-grossenses não acreditem em Bolsonaro, mas nos profissionais de saúde e na ciência. “Além de pregar desde o início da pandemia contra a vacina e defender o uso de medicamentos sem eficácia comprovada contra a doença, como a cloroquina, recentemente o presidente voltou a fazer campanha contra o uso de máscara. Ele desorienta a população propagando mentiras e fake news. Por isso, peço a todos e todas que não acreditem no presidente. Compareçam aos postos de vacinação. E não tiremos a máscara, tiremos o Bolsonaro”, finalizou Rosa Neide. (Com informações do Mídia News)

 

 

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?