fbpx
Conecte-se Conosco

Deputada e entidades sociais se mobilizam contra retomada do projeto de hidrovia no rio Paraguai

Publicado

em

Ações contra a hidrovia no rio Paraguai e em defesa da recuperação desse curso d’água, o maior formador do Pantanal foram debatidas em reunião online nesta terça-feira (15), pela deputada federal Professora Rosa Neide (PT), o defensor público Regional de Direitos Humanos, Renan Sotto Mayor, pesquisadoras e representantes de entidades sociais de Cáceres e região.

Professora Rosa Neide informou que recentemente o ministro dos Transportes, Tarcísio de Freitas, se reuniu com a bancada federal do Estado e indicou que o governo retomará o projeto da hidrovia Paraguai-Paraná. “A retomada dessa obra será a morte do Pantanal, pois drenará o leito do rio que é a maior fonte que promove o alagamento da planície pantaneira. Além disso, a hidrovia vai mudar o curso natural do rio e destruir as margens”, denunciou a deputada.

A professora e pesquisadora da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Solange Ikeda destacou que as comunidades tradicionais do Pantanal, bem como as entidades e movimentos sociais estão mobilizados contra a hidrovia. Representantes do Instituto Gaia de Pesquisa e Educação Ambiental do Pantanal e advogadas de entidades relataram sobre o andamento de ações na Justiça, que visam impedir o licenciamento de portos para a hidrovia.

Doutor Renan, da DPU se colocou à disposição das entidades e das comunidades pantaneiras para apoiar a causa, sob o ponto da defesa dos Direitos Humanos das pessoas que vivem no bioma e que serão impactadas pela hidrovia.

A deputada destacou que além da luta jurídica é necessário amplificar a luta política nos Parlamentos e na sociedade, contra a hidrovia. “Pela Comissão Externa de investigação dos incêndios farei encaminhamentos, tendo em vista que o Pantanal sofreu muito com as queimadas de 2020 e agora pode ser impactado de forma definitiva caso essa obra seja realizada”, finalizou.

A reunião contou ainda com participação de Cláudia de Pinho, da Rede de Comunidades de Povos Tradicionais Pantaneiros; de Vanda e Salomão, do Comitê Popular do Rio Paraguai/Paraná e da Sociedade Fé e Vida; de Ingrid Leite e Wislenne Sousa do Instituto Gaia; da advogada Mariana Lacerda; entre outras representações.

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?