Conecte-se Conosco

Deputada solicita ao governo de MT apoio ao Projeto de Apicultura dos indígenas do Xingu

Publicado

em

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) se reuniu na segunda quinzena de setembro com o governador Mauro Mendes (DEM), para tratar de ações voltadas ao projeto de apicultura dos povos indígenas do Xingu. A parlamentar estava acompanhada de lideranças indígenas da região. Na ocasião ela destacou que pretende destinar emenda para investimento no projeto e solicitou apoio do governo de Mato Grosso.

O “Projeto Mel dos Índios” iniciou em 1996 através do apoio da Associação Terra Indígena Xingu (ATIX) e a comercialização do mel foi sendo estruturada de maneira muito sólida e, atualmente, a produção anual chega a cinco toneladas. A comercialização e distribuição da produção é feita na região Xingu nas demais regiões de Mato Grosso e em estados do Sul e Sudeste do País.

Segundo o indígena Ianukuala, do povo Caiabi, a apicultura reforça a identidade indígena e lança um outro olhar para a região do Xingu. “Somos parte de um corredor ecológico e queremos demonstrar que a floresta é produtiva. Em 2017 fomos premiados pela ONU como uma iniciativa sustentável”, afirmou.

Para a Professora Rosa Neide é essencial que haja investimentos para aprimorar as instalações e a assistência técnica. Segundo ela, serão destinadas emendas para que o mel e os demais produtos Xinguanos mostrem a riqueza cultural dos povos indígenas. “Vou destinar recursos e desejo que o governo estadual também destine investimentos através da Secretaria de Agricultura Familiar e sei que o governador pode apresentar esta experiência como carro-chefe dos povos do Xingu para o Brasil e outros países”, disse a deputada.

Além do governador, da deputada e das lideranças indígenas, a reunião contou com a presença do secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, e representantes do Instituto Sócio Ambiental (ISA), Ministério da Agricultura (MAPA). Para o secretário, o projeto de apicultura no Xingu é um modelo de sustentabilidade que pode ser apresentado para abordar temas complexos como Economia Solidária e assistência técnica.

As lideranças indígenas apresentaram outros produtos além do mel, como a pimenta e o pequi beneficiado e apresentaram um livro contando a história e mostrando um pouco da diversidade de povos que vivem ao longo do rio Xingu.

Assessoria de Imprensa

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?