fbpx
Conecte-se Conosco

Em discurso Rosa Neide defende votação da MP do Auxílio Emergencial com manutenção dos R$ 600,00

Publicado

em

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) defendeu nesta terça-feira (20), que a Câmara dos Deputados vote a Media Provisória (MP) 1.000/2020, proposta pelo governo federal, que propõe a redução do Auxílio Emergencial de R$ 600,00 para R$ 300,00. A petista defendeu a votação, mas sem a redução do valor pago à população.

“Senhor presidente e demais pares, quero nesta tarde conclamar a todos e todas para que possamos votar a MP 1.000, mas mantendo o valor. Precisamos contemplar os trabalhadores e trabalhadoras desempregados para que recebam os R$ 600,00 até o final deste ano e continuemos na discussão do Mais Bolsa Família, para ampliarmos a renda da população brasileira”, disse.

Professora Rosa Neide destacou que o Brasil voltou ao Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas (ONU) e que já há campanhas de arrecadação de alimentos para o Natal sem Fome. “Nós precisamos fazer o Natal sem fome, mas nós precisamos lutar neste Parlamento para que ninguém passe fome. Um País que seus filhos passam fome com a produção que tem o Brasil demonstra a sua incapacidade de produzir e garantir que o alimento chegue à mesa de todos”, afirmou.

Em seu discurso Rosa Neide destacou também a Reforma Administrativa. “Vejo propagandas de algumas entidades dizendo que precisamos enxugar o funcionalismo público, porque o Estado precisa ter mais recursos para investimentos. Pagar médico, professor e policiais não é o Estado investindo na sua população? Não é o Estado entregando na ponta os seus serviços? Ou seja, primeiro é preciso que saibam o que é o serviço público antes de proporem qualquer tipo de enxugamento”, afirmou.

Confira abaixo o discurso na íntegra.

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?