Conecte-se Conosco

Petistas classificam ação de Moro como assombrosa e dizem que Justiça está nua

Publicado

em

A deputada federal Rosa Neide Sandes, representante de Mato Grosso na bancada do PT no Congresso Nacional, classifica como “assombrosa” a postura do atual ministro da Justiça Sérgio Moro. Segundo a petista, as reportagens publicadas pelo site The Intercept mostram que as  mensagens trocadas entre o ex-juiz federal e os procuradores da Força-Tarefa da Lava Jato confirmam que Deltan Dallagnol e seus parceiros agiram de forma combinada para criar uma farsa judicial, forjando acusações com o objetivo político de impedir a vitória de Lula e do PT nas eleições presidenciais.

“Ações coletivas serão tomadas tendo em vista as tramas realizadas para modificar o resultado da eleição presidencial”, disse Rosa Neide ao site RDnews.

Neste sentido, a parlamentar se junta à oposição para exigir a exoneração de Moro do Ministério da Justiça. Em relação a Dallagnol e os demais procuradores da força-tarefa, exige o afastamento das funções no Ministério Público Federal (MPF) e o recolhimento dos celulares funcionais e notebooks funcionais para realização de perícia.

Enquanto as exigências não forem atendidas, a oposição promete obstruir todos os trabalhos no Congresso. Além do PT, se somam a obstrução PCdoB, Psol, PSB, Rede e PDT.

Para o deputado estadual Valdir Barranco (PT), as mensagens trocadas por Moro e Dallagnol confirmam a existência de conluio até com o TRF-4 para eleger Jair Bolsonaro (PSL) presidente da República. Afirma ainda que a efetivação de Moro no ministério da Justiça é o pagamento pelos serviços prestados ao que chama de golpe, e que teria impedido Lula de chegar à presidência pela terceira vez.

“A Justiça está nua no Brasil. Sérgio Moro, se tiver o mínimo de ética e dignidade, pede para sair do ministério. Não pode o ministro da Justiça, que comanda a Polícia Federal, que vai investigar tudo isso, continuar no cargo defendeu.

Já o deputado estadual Lúdio Cabral (PT) afirma que as reportagens do The Intercept comprovam que a Lava Jato sempre teve objetivo político e desrespeitou a Constituição e o Lei Orgânica da Magistratura. Em sua opinião, Congresso Nacional as instâncias de fiscalização e controle da Justiça precisam atuar para coibir os abusos.

“O processo contra o presidente Lula é viciado desde a origem e deve ser anulado. A irresponsabilidade do Moro e do Dallagnol é tanta que existe o risco de anular toda Lava Jato e até corruptos culpados se livrarem da punição”, concluiu o petista.

Fonte RDnews

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?