Conecte-se Conosco

Rosa Neide cobra ações contra as queimadas em Mato Grosso

Publicado

em

Em discurso no plenário virtual da Câmara, nesta terça-feira (01), a deputada federal Professora Rosa Neide (PT) denunciou as queimadas que vem consumindo Mato Grosso ao longo dos últimos meses. A petista cobrou que o Parlamento coloque a agenda ambiental como prioridade de discussão e encaminhamento.

A petista citou que em 2020 já foram registrados no Pantanal, o maior número de focos de calor em toda a história. “Estamos passando por um sofrimento muito grande. Não há precedentes na história do que está acontecendo com o bioma Pantanal”, lamentou.

Somente no mês de agosto foram registrados mais de 3.200 focos de calor no Pantanal. “A vegetação sendo varrida, os animais a flora, muitas das espécies que só existem no pantanal sendo aniquiladas pelo fogo”, lamentou.

A parlamentar citou ainda que recentemente os focos de queimadas atingiram a Área de Preservação Ambiental (APA) de Chapada dos Guimarães. “Já são mais de 5.000 campos de futebol queimados na Chapada”.

A fumaça dos incêndios no Pantanal e na Chapada tem impactado a capital mato-grossense. “Cuiabá está imersa na fumaça. Não enxergamos um palmo na frente do corpo por causa da fumaça. Idosos e crianças sofrendo com as queimadas”, denunciou.

Imagem de MT no mundo

‘Mato Grosso é Estado que mais exporta grãos. Como fica a situação de nosso Estado no cenário mundial? Como fica Ásia e Europa nos olhando e vendo nossa Capital imersa na fumaça vendo nosso Estado pegando fogo literalmente’, questionou.

Rosa Neide encerrou o discurso cobrando que a Câmara se debruce sobre a pauta ambiental e criticou o governo Bolsonaro por incentivar o desmatamento ilegal e as consequentes queimadas. “O atual governo deu o caminho, fez o mote dizendo que era para fazer o dia do fogo e Mato Grosso está sendo destruído pelo fogo”, finalizou.

Confira o discurso na íntegra.

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?