Conecte-se Conosco

Rosa Neide critica Boslonaro por tentar acabar com o Bolsa Família e a Farmácia Popular

Publicado

em

 

Em discurso nesta terça-feira (25) no plenário virtual da Câmara, a deputada federal Professora Rosa Neide (PT) criticou o governo Bolsonaro por tentar acabar com o maior programa de transferência de renda da história do País, o Bolsa Família, visando transformá-lo em programa menor e às custas de cortes de outros programas sociais como a Farmácia Popular.

“A criação da chamada Renda Brasil na verdade é a tentativa de acabar com um programa premiado em nosso país e no mundo e que tirou milhões de brasileiros da miséria e da fome”, criticou. A petista disse ainda que para criar o novo programa, a equipe econômica do governo já anunciou o fim da Farmácia Popular, do Abono Salarial, entre outros programas Sociais.

“Estou indignada com a situação social do nosso país. Com esse eventual projeto Renda Brasil o que o governo esconde é que além de cortar recursos da educação e da Ciência e Tecnologia, ele ainda quer acabar com o auxílio emergencial de R$ 600, aprofundar a precarização e a retirada de direitos dos trabalhadores com a carteira verde amarela, acabar com o abono salarial, acabar com o salário família dos informais e autônomos que contribuem para a previdência, acabar com o seguro defeso, acabar com a farmácia popular que distribui medicamentos aos os mais pobres para tratamento de hipertensão, diabetes, asma. Tudo isso para criar um novo programa”, criticou.

Rosa Neide destacou que apesar de Bolsonaro tentar apagar a história, o povo está atento. “As pessoas não são bobas. A nossa população pode ser simples e humilde, mas ela é capaz de discernir quais eram os programas sociais que o Brasil construiu que melhorou a vida do povo e o que está sendo destruído”, afirmou.

Confira o discurso na íntegra

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada federal Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Vamos conversar?