fbpx
Conecte-se Conosco

Comissão aprova PL de Rosa Neide que inscreve nome de Tereza de Benguela no livro dos heróis e heroínas da Pátria

Publicado

em

A Comissão de Cultura da Câmara (CCULT) aprovou nesta quarta-feira (1º), o Projeto de Lei (PL) 1734/2021, da deputada federal Professora Rosa Neide (PT), que inscreve o nome de Tereza de Benguela no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. O livro está depositado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, localizado na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Tereza de Benguela foi uma rainha negra brasileira do século 18, que liderou um dos maiores Quilombos do País, o Quilombo do Quariterê, localizado na região do Vale do Guaporé, onde hoje encontra-se a cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade, no extremo Oeste de Mato Grosso.

O Quariterê existiu entre 1730 e 1795 e contou com centenas de quilombolas. Símbolo da resistência e da luta contra a escravidão negra no Brasil, Tereza de Benguela era a líder da comunidade, um dos Quilombos mais avançados da região, que possuía boa produção agrícola e até um Parlamento, onde eram tomadas as decisões.

Segundo historiadores, Rainha Tereza “uniu negros, brancos e indígenas para defender o território onde viviam, resistindo bravamente à escravidão”. Tereza de Benguela lutou por liberdade e resistiu por mais de 20 anos, até ser presa e morta pelo Estado, em 1770.

Aprovação

O PL aprovado foi relatado na CCULT pela deputada Benedita da Silva (PT-RJ). Benedita destacou que ‘Tereza de Benguela foi uma das personagens apagadas da memória nacional’ e parabenizou Rosa Neide pela iniciativa de resgatar o nome e a história da rainha mato-grossense.

Na justificativa do PL, Rosa Neide afirma que “os algozes da rainha pensavam, então, fazer de Tereza um exemplo negativo, uma memória de derrota. Mas quem conhece hoje sua história encontra o exemplo de uma mulher inteligente, guerreira e disposta a resistir à escravidão, pelo bem de seu povo”.

Mais homenagem

Com articulação e voto favorável da deputada Rosa Neide, a Câmara aprovou no dia 16 de dezembro de 2020, a Proposta de Resolução 54/2020, que reconheceu a história de luta e a vida de Tereza de Benguela. Os parlamentares também batizaram o corredor da Casa que dá acesso ao plenário, com o nome da líder mato-grossense. Na ocasião, houve descerramento de placa comemorativa.

Clique aqui e confira na íntegra, o PL aprovado

Volney Albano

Assessoria de Imprensa

Deputada Federal Professora Rosa Neide (PT-MT)

Tags:
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Olá, vamos conversar?